Pular Navegação (s)
12/11/2020

Quer comprar um carro na Black Friday? Veja estas 5 dicas

 

Pesquisa do Google indica que trocar de carro é um dos desejos dos brasileiros na Black Friday. Por essa razão, as buscas por novos e usados aumentaram. Confira algumas lições que devem ser consideradas ao comprar um carro novo (na Black Friday ou fora dela).

O estudo desenvolvido pelo Google mostrou que 72% dos interessados em comprar ou trocar um carro em 2020 têm interesse em esperar a Black Friday para fazê-lo. Para 27%, as iniciativas das montadoras, como descontos, serão essenciais para a aquisição do automóvel na data.

“Estamos observando uma retomada em grandes proporções, com o desejo do consumidor por bens de maior valor agregado simbolizando uma conquista. Com novos motivos para a compra de um carro e a descoberta do veículo cada vez mais no ambiente on-line, a digitalização do processo de compra se torna ainda mais fundamental”, afirma Gustavo Pena, head de negócios para a indústria de mobilidade do Google Brasil.

Comprar o carro dos sonhos é o motivo de 17% de quem quer um carro em 2020. A pandemia também traz outros motivos para a compra, como a intenção de passar a viajar de carro, para 12% dos compradores, e o receio de ter contato com outras pessoas em transportes compartilhados.

 

Todos os motivos listados são legítimos, mas, antes de comprar um carro na Black Friday, é importante:

1. Conhecer suas necessidades

Não adianta perder tempo analisando as características de um BMW X5 e de um Fiat Mobi. Então, liste o que é imprescindível para que um veículo te atenda bem. Você precisa de um porta-malas grande? Anda em estradas de terra?

Quer velocidade? Roda muito na cidade ou usa o carro para viajar? Consumo é um item importante para sua realidade financeira?

Definidas as principais características, você deve optar por uma categoria. São exemplos de categorias: sedã (que oferece bons porta-malas e estabilidade), compacto (no geral, modelos com baixo consumo e facilidades para centros urbanos), SUV (formada por veículos capazes de enfrentar com certo conforto as irregularidades dos pisos e que oferecer bom espaço interno) e esportivo (para quem prioriza desempenho).

 

2. Saber quanto dinheiro você pode investir

Ter um valor base é fundamental para comparar e comprar carros na Black Friday. Vale lembrar que um veículo custa muito além do preço definido pelo mercado. É preciso considerar também os valores de manutenção, seguro, impostos, como o IPVA, financiamento e combustível antes de escolher um novo modelo.

Especialistas explicam que o veículo não pode comprometer mais que 30% da renda de seu proprietário. Isso considerando as despesas com financiamento e manutenção.

Calculada a quantidade de dinheiro que você pode dispor para o comprar um veículo – e considerando uma categoria específica – você tem um bom norte para fazer a pesquisa.

 

3. Carro novo x usado

Outro ponto que deve ser considerado no momento em que o consumidor vai comparar carros é se ele está disposto a comprar carros novos ou seminovos. Isso porque, se a opção for por carros seminovos, o leque de opções fica mais extenso.

Por outro lado, as condições de pagamento normalmente são melhores para os modelos recém-fabricados.

Definidos os três parâmetros listados acima, é hora de buscar informações.

 

4. Antes de comprar um carro na Black Friday, ler sobre os modelos de interesse

Existem inúmeras plataformas onde você pode conhecer as características dos carros. É o caso do AutoPapo, que disponibiliza fichas técnicas de todos os modelos de marcas presentes no mercado. Nos documentos você encontra, por exemplo, o consumo dos modelos com base nas medições do Programa de Etiquetagem Veicular do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro).

Além disso, há páginas onde você pode colocar até três modelos para fazer o comparativo.

Outra boa dica é ler as análises de jornalistas especialistas. Os profissionais podem chamar atenção para diferenciais pouco explorados pelo público, como a segurança. Escolhido o melhor modelo para suas necessidades e desejos, é hora de comparar os carros disponíveis.

 

5. Comparar as opções disponíveis

Dois veículos usados do mesmo ano/modelo podem apresentar estados de conservação bem diferentes. Por isso, é preciso checar cada detalhe. A pintura está muito arranhada? E os bancos? Estão com aspecto limpo?

Os acabamentos estão em ordem? Os pneus são todos iguais? E o estepe, está no lugar? Será que um dos modelos não tem equipamentos a mais? Qual das opções tem a quilometragem mais baixa? A cor de um deles é mais tradicional?

Para ter certeza de que o carro está em boas condições, vale a pena levá-lo a uma oficina mecânica.

 

Preço

Também vale a pena pesquisar o mesmo modelo em mais de uma plataforma para entender se o valor cobrado pelo veículo de seu interesse está na média do mercado.

Outra dica é filtrar a consulta por cidades próximas à sua. Numa mesma região podem existir diferenças consideráveis de valor.

 

Comprar carro usado na Black Friday: prefiro pessoa jurídica ou física?

O Advogado do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor Lucas Marques explica que tanto em uma relação de consumo quanto em uma relação civil não há o que se falar em perda ao direito de garantia. O que muda na relação jurídica são as regras legais de regência do contrato.

Quando pessoas físicas realizam a compra e venda de um veículo, se trata de uma relação puramente civil, regida pelo Código Civil (Lei 10.406/2002) e não pelo Código de Defesa do Consumidor. Assim sendo, o prazo de garantia legal será de 180 dias para bens móveis.

“Se a garantia de fábrica do veículo ainda não tiver se esgotado, ainda que a venda tenha se dado entre civis, a garantia passa para o novo proprietário do veículo, podendo ele usufruir pelo tempo que restar”, adiciona o especialista.

 

Conhecer o histórico do carro

É simples evitar uma cilada comprando um automóvel pela internet. Isso porque, com a placa e o Renavam do modelo escolhido, é possível, por meio do Sinesp Cidadão, conhecer o histórico do carro e conferir se ele foi furtado, roubado ou se tem alguma pendência junto aos órgãos de trânsito.

 

Fonte: https://autopapo.uol.com.br/noticia/carro-black-friday/